Apagão de dados na saúde

Desde dezembro de 2021 enfrentamos um verdadeiro apagão de dados na saúde em nosso país. E aí entra desde o número de casos e óbitos por Covid-19, dados de hospitalização, total de atendimento por sintomas respiratórios, chegando até o percentual da população vacinada. A situação é tão crítica que até o registro de vacinação no app ConectSUS de milhões de brasileiros estava fora do ar.

De lá para cá, algumas partes do sistema foram sendo retomadas. Mas até que ponto estes dados são confiáveis? E como dimensionar todo o impacto na definição de políticas públicas durante este período no qual governos e entidades estiveram sem informações sobre a pandemia em nosso país? Tudo isso em um momento de crescimento rápido de casos de síndromes gripais em todo o território nacional.

É com este importante tema que o Medicina em Debate dá início à sua temporada de 2022. Contamos com a especial participação de Isaac Schrarstzhaupt, gerente de inovação e TI e Coordenador na Rede Análise Covid-19. Da equipe participaram Aristóteles Cardona Júnior, Luiz Paulo e Mariana Fonseca

Links:
https://piaui.folha.uol.com.br/o-apagao-de-queiroga/
Isaac Schrarstzhaupt
Aristóteles Cardona Júnior
Luiz Paulo
Mariana Fonseca


As vinhetas deste episódio foram produzidas por Rubens Cavalcanti e a edição ficou com o Brasil de Fato


Você já pensou em apoiar o Medicina em Debate? Para nós é de grande importância. Acesse em Medicina em Debate no Catarse. Também siga o Medicina em Debate nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Ah, também estamos no Telegram.